sexta-feira, maio 20, 2005

A inspiração mora perto...



Andavam ainda os colaboradores deste blog em congeminações em relação à abertura do mesmo e completamente ás aranhas em relação ao respectivo nome de baptismo, quando uma viagem de fim-de-semana, por estes lados, nos inspirou o nome “Fisterra”...um dos vários fins-de-mundo, geográficos e não só, que por lá descobrimos na referida expedição pascal...

Originalmente optámos pela designação portuguesa “Finisterra”, mas esse blog já existe e nele podemos aprender, entre muitas outras coisas, que “finisterra” é uma designação geral para as zonas onde a terra mais invade o mar, ou seja, os “cabos”...decidimos então pela língua galega, daí: “Fisterra”. Se perguntarem ao oráculo, aprenderão que, ao contrário do que os romanos pensavam, o Cabo Fisterra não é o mais ocidental da Europa Continental, mas sim o luso Cabo da Roca...mas, por outro lado, no tempo dos romanos quem construía faróis imponentes como este, em terra galegas eram tipos de Coimbra, ou melhor, Conimbriga...

A foto acima mostra a finisterra que mais perto fica de casa, o Cabo Mondego com o seu Farol...mostra também que ás vezes é preciso ir longe, para nos lembrarmos do que temos por perto...

No entanto, é preciso não esquecer que foi o fogo criminoso que me permitiu “chapar” esta foto, ao despir as encostas da Serra da Boa Viagem de pinheiros e vesti-las com acácias, que são uma praga...

Quanto ao porquê de um “fim-de-mundo” nos inspirar o nome do blog, isso fica para uma tarde...mais tarde...

0 Comments:

Publicar um comentário

<< Home