sexta-feira, abril 15, 2005

A magia do irracional


Qualquer projecto europeu tem muito de fantasioso, de falível, de irracional. Isso ficou ontem mais uma vez demonstrado.
É justo começar por dar a mão à palmatória. Apesar da confiança que já tinha demonstrado, o Newcastle é uma grande equipa e nós também tivemos sorte. Mas também tivemos azar, é certo.

Acho que o verdadeiro momento da viragem na eliminatória foi quando Kieron Dyer se lesionou aos 59'. Este tipo é muito bom, é rápido, oportunista e sabe chutar bem. Parece-me que foi o grande responsável pelos calafrios na defesa do Sporting (e também é certo que o Polga não está em forma). Pois, mas nós também jogámos sem o "Levezinho"... e o Rogério e o João Moutinho (granda joga!) podiam ter marcado mais vezes.

Foi uma noite mágica (até o Peseiro acertou na substituições!). Jogámos um futebol com alma, com garra, com a sorte de quem vence. E, Niculae, tu, és Grande!
É muito complicado não pedir a final da Taça UEFA. E depois disso, como disse o próprio Souness (a quem gentilmente retribuímos o 4-1), entreguem-nos a Taça!
Lx

0 Comments:

Publicar um comentário

<< Home