quinta-feira, abril 07, 2005

a 1ª crónica do irracional


Parafraseando um antigo colega de trabalho, o futebol pertence ao campo irracional da vida. Ora, em honra ao desporto-rei, cá vai a minha primeira tentativa racionalizar o irracionável (afinal de contas pertenço ao campo das ciências sociais). Confesso que estou animado para o jogo de logo. Dei por mim a interrogar-me sobre o meu possível excesso de confiança: "espera lá pá, não estarás tu com demasiado entusiasmo?". Decidido a indagar sobre os motivos que me conduziram a este estado de espírito, lá comecei eu a recuar no tempo. "Será pelos quatro secos plantados no Bessa?" Talvez, 4 secos ao Boavista enaltecem qualquer clube. Mas decidi viajar um pouco mais no tempo. Bem, na semana anterior, houve jogo da selecção. Aí o Ricardo evitou golos de "forma fantástica". Mas isso não explica tudo. "O que é que poderá haver mais?" Bom, para não me tornar excessivamente maçador, decidi não escavar muito mais. Fui só até ao jogo anterior. E aí redescobri os saudosos momentos vividos no Estádio de Alvalade a 21/03... O Barbosa a ultrapassar o Nuno Valente em corrida... Aahhhh! "cheira bem, cheira a Lisboa!" gritava-se da curva. Depois disto, ninguém compreenderia que eu não estivesse esperançoso. Afinal de contas praticamos o melhor futebol do campeonato. Lx

1 Comments:

Blogger Jaf said...

O melhor futebol do campeonato não passou ontem de um longo bocejo em Newcastle...

6:41 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home