quarta-feira, julho 06, 2005

"Beoua, Tiague, Beoua!!!"

..esta foi a minha tentativa de imitar o Alberto João Jardim (AJJ) a incentivar o rapazola do Tiago Monteiro, pois ele está na linha da frente para demonstrar a superioridade da raça portuguesa sobre os "monhés", passe a expressão...

Como aliás, demonstra a foto abaixo tirada em Monte Carlo, onde na luta dos Jordans de cor "amarelo-banana-da-madeira", oTiago passa o pobre Narain Karthikeyan, piloto indiano que, ao contrário que muitos portugueses pensam, tem tão bom currículo Pré-F1 como o nosso Tuga...

O Tiago anda a voar baixinho e a ganhar o que pode ganhar com aquele calhambeque e isso é o que interessa...

O AJJ devia-se lembrar que o Tiago é filho de emigrantes em França, e que, se os franceses e suíços "não os quisessem por lá...", não seriam possíveis estas fotos...Quanto às palermices do palhaço, eu por mim, dava independência à Madeira experimentalmente por um ano. Independência económica, porque independência política já a deve ter, devido à impunidade política do seu grande líder...a Madeira parece um adolescente mal agradecido, malcriado e estúpido a quem os pais ricos continuam a fechar os olhos, dando uma grande mesada...só que Portugal não é um país rico...

Se calhar é melhor o AJJ mandar recolher à base todos os emigrantes madeirenses, por exemplo na África do Sul, porque também "não os querem lá..." e prescindir do dinheiro que eles enviam para a Madeira fruto do seu trabalho...já agora ponha esses mesmos madeirenses a trabalhar sem contrato e segurança social nas obras dos inúmeros empreendimentos turísticos que surgem como praga em Porto Santo, assim também se livrava dos imigrantes de leste, brasileiros, africanos, etc...seria uma medida popular sem dúvida!

Os lacaios rastejantes do grupo parlamentar do PSD-Madeira, que já tinham defendido uma moção de apoio à firmeza do AJJ aquando do episódio "bastardos", debitavam hoje na telefonia que as declarações de AJJ foram descontextualizadas e interpretadas abusivamente (!!!)...diante de tanto descaramento, eu repito: dêem-lhes a indepêndencia, já!!!

Os principais patrocinadores da Jordan, para além da Galp energia, Governo Português e uma empresa de vitaminas de performance sexual (não necessariamente por esta ordem), são a TATA e a Benson&Hedges, que muita nostalgia me trazem a uma viagem a Moçambique em 99.

Era TATA, o minibus que me levou numa viagem de milhares de quilómetros ao norte de Moçambique, largando peças por tudo quanto era lado e à estonteante velocidade de 70km/h, quer na estrada nacional, quer na ocasional picada mato adentro...

Eram Benson&Hedges mild, os cigarros que eu regateava aos vendedores de rua de Maputo e eram bem bons, dos melhores que fumei nos meus dias de fumador, que entretanto já acabaram...é curioso que nos países onde é proíbida a publicidade ao tabaco, eles tapem algumas letras e só se leia nas asas do Jordan "Benson&Hedges"...permitam-me completar:

"be on edge, of lung cancer!!!" ou "be on edge, of a heart attack!!!"

Para terminar, já que o post já vai demasiado longo, não resisto a contar um episódio da tal viagem ao norte de Moçambique: uma noite a TATA resolveu avariar no meio do nada, a quilómetros de nenhures, no meio do mato...eu e uns colegas deitámo-nos na estrada para aproveitar o calor do alcatrão e começámos a observar em silêncio o céu estrelado do hemisfério sul, que era uma novidade para alguns de nós...o silêncio foi interrompido quando um de nós disse:

"Isto é mesmo outro mundo, pá..."- ao que outro respondeu:

"Pois é! É o 3º..."

Quando o AJJ fala, eu lembro-me desta estória...

0 Comments:

Publicar um comentário

<< Home