quinta-feira, abril 13, 2006

Anonimatos...

Eu sei que disse e re-disse que não me importava se o blog era lido ou não...mas também não sou de ferro. Ainda há uns tempos assinalava humildemente a visita número cinco mil, congratulando-me com a média de catorze vírgula duas visitas diárias...agora estou a mudar de perspectiva.

No ano passado lá pelo fim do verão deu-se uma explosão bloguística entre os meus antigos colegas de copos, perdão, faculdade. Um dos seus expoentes máximos é pintado em tons de cor-de-rosa. A minha amiga autora do mesmo agradecia há uns tempos, de voz (escrita) embargada, a primeira milena de visitas e um pico diário de oitenta loads. É pá, prontos, um post dela nunca se fica por menos do que duas dezenas de comentários...

O que é que ela tem, para além da extrema capacidade de produzir texto com alto grau de “ó-que-queridismo” ou “lágrima-ao-canto-do-olhismo”, que nós aqui não temos?

Eu respondo. Essencialmente duas coisas:

1. Eu, pelos menos, falto um bocado aos treinos do desporto que se chama: ”tu comentas o meu, que eu clicko no teu”;

2. Nenhum de nós tem um pirralho...

É verdade meus amigos, ela tem um babyblog, hardcore por sinal. E aquilo é malha apertada, tipo máfia siciliana, tipo interesses político-partidários, vá lá.

Portanto, estando o problema enunciado, vamos em busca de soluções que catapultem o Fisterra para outro nível de interesse. Ora, começando pelos autores aqui do tasco que têm cara metade:

O Psil, o capitão. Ele tem uma vida bastante complicada...enquanto o seu local de trabalho se situar longe de terra firme, nomeada e concretamente no eixo entre as Caraíbas e Tonga, vai ser díficil. Se bem que quando desembarca por cá, a vontade, de nos resolver a crise, deve ser mais que muita...

O Jq, o membro iniciático. Esse também tem a vida complicada, mas primeiro temos que considerar a hipótese do rebento sair tão feio como o pai, o que exclui a sempre interessante vertente fotográfica. Segundo, não sei como é que a blogosfera puericultural iria reagir ao saber que a primeira palavra do cachopo tinha sido “P...P...Pilim”, que o puto rejeitava o Noddy e batia palmas à SIC Notícias e que, em vez da “Branca de neve...”, só adormecia com a leitura do Diário
Económico.

O Jaf, eu próprio, o gordo. Eu por acaso até tenho o relógio biológico a tocar. A mim falta-me um pequeno pormenor, uma mãe para o garoto. Mas prometo que, assim que a encontrar, devotar-me-ei, assim a minha hérnia discal na zona lombar o permita, de corpo e alma ao assunto...

Outra solução seria qualquer de nós adquirir habilidades literárias relevantes e ter algo de interessante para dizer. Mas, isso sim, é rebuscado e distante...Logo, fica aqui prometido como fez o Soares Franco, se este post não tiver mais de 1 comentário, eu faço como a Angelina: encomendo um puto cambodjano...

PS1: Não entendam isto como ataque ao babyblog. Se o fosse não passava lá de vez em quando para o ler.

PS2: Outros blogs de colegas de faculdade: o merecida e imensamente popular, pois é serviço público, o feminino e o feminino irritado.

8 Comments:

Anonymous Mocas said...

Beeeemmm.... depois deste post,espero que ninguëm mais escreva..... estou em pulgas para te ver a mudar fraldas! Essa do relögio biolögico nao sabia...
Eu falo por esse grupo de pessoas que visita os blogs dos amigos mas muuiiito raramente comenta seja o que for. Ë que prefiro comentä-los pessoalmente! Mas leio.... mais do que assiduamente :)

7:40 da tarde  
Anonymous druida said...

pareces um bebé a chorar pá!

11:42 da tarde  
Anonymous Lara said...

para aumentarem o número de visitas tenho 2 palavras:playmates, fotos :)

1:05 da manhã  
Blogger Mãe Frenética said...

Ora, ora! Qual ataque qual coisa! :))
Até gostei da tua visão "lágrima ao canto do olho" do meu blog!

Sim é um babyblog, mas o teu tem fotos mais giras! :))

Isso de procurares a mãe dos teus filhos já te disse: tenho mtas amigas solteiras! :))

Beijos!

5:26 da tarde  
Blogger psil said...

a caminho de siracusa, pitágoras disse aos netos: o quadrado da hipotenusa (acho que é assim que se escreve, se não fôr, que se f$#*) é igual à soma do quadrado dos catetos.

3:57 da tarde  
Blogger LicasTricas said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

1:33 da tarde  
Blogger LicasTricas said...

Feminino irritado?!! ké sa merda?!!
Alguma vez me viste irritada?!! F/*##-se...

1:34 da tarde  
Blogger Rita Rabiga said...

Opá, na altura não comentei na esperança que cumprisses a promessa e adoptasses um puto cambodjiano... mas agora já tens 7 comentários e já estou mesmo a ver que te vais "escapar" :))))))))))))

12:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home