terça-feira, setembro 27, 2005

Autárquicas II – “O regresso”

Esta talvez seja a melhor altura para tentar perceber o que realmente se passou. Isto porque, daqui a pouco tempo, começa a campanha e, aí chegados, deixo de perceber e de querer perceber o que quer que seja.
Conjugando todas informações oficiais, espero não estar a cometer nenhum erro ao afirmar que a verdade registada em documentos oficiais para a posteridade é a seguinte:

- A Dr.ª Fátima Felgueiras é candidata de legítimo direito à câmara municipal de Felgueiras, nas eleições autárquicas de 2005.
- Apesar de existir um mandato de captura em seu nome, a sua aparente deslocação para o Brasil e consequente regresso em período eleitoral não constitui nenhum crime à luz do direito português.
- Só no dia do seu regresso é que é oficialmente candidata.
- No dia do seu regresso já existem cartazes de Fátima Felgueiras espalhados por Felgueiras.
- Não foi efectuado nenhum contacto entre a candidata e qualquer órgão de soberania português (como o governo ou os tribunais). Nem mesmo com nenhum partido.
- Não existe perigo de fuga.
- Os rendimentos por si auferidos no passado foram suficientes para viver dois anos no Brasil e pagar as despesas judiciais inerentes ao processo.
- O Dr. Jorge Coelho de nada sabia há quatro anos e, como tal, este é um assunto que hoje não lhe diz respeito, apenas à justiça. O PS tem um novo candidato à referida câmara municipal.
- Temos a melhor legislação, juízes, governo, autarcas, advogados e empresas municipais do mundo. Quem considerar o contrário não está a agir de boa fé.

As minhas desculpas antecipadas se omiti um qualquer outro facto oficial. Desde já sublinho que, se tal aconteceu, foi um acto involuntário.
E porquê então todo este alarido?

Lx

PS – Foto descaradamente roubada a Fátima Felgueiras.

0 Comments:

Publicar um comentário

<< Home