sexta-feira, fevereiro 16, 2007

O Pré-Trintão...

4 da manhã, nos degraus da pista de dança do meu buraco favorito...

-Então? Como te sentes enquanto um dos gajos mais velhos daqui?

Encolho os ombros e retribuo o sorriso solidário...olho para a pista, já há duas gerações mais novas a tomar conta do tasco: a dos 22-23 e a dos 16-17. Eu sou dos 29-30. A vista é agradável, nas gerações mais novas as miúdas vêm em massa ao Bergas e a percentagem de camafeus é baixa. Gaita.

Põe as mãos no ar, porra...já não há espaço para a dança de eleição da minha geração: air-guitar encolhido e tímido, fino morto na mão das notas, cigarro a queimar o filtro na mão do ritmo, o corpo e a cabeça a abanar tipo zombie anestesiado, os olhos estão fechados. Mas não faz mal, porque se dança virado para parede. Mas não faz mal, porque o som é pop-rock depressivo. Mas não faz mal, porque nessa altura as poucas miúdas que lá estavam ou não interessavam ou requeriam um romance do tamanho de “Os Maias” para se conseguir alguma coisa.

Quando tinha 16 anos e dançava na pista olhava para os gajos de 30 anos nos degraus a olhar para pista e pensava que não podia acabar assim.

Tenho agora 29...por isso põe as mãos no ar, porra. Abre-me esses olhos...

O dia nasce dentro do meu carro estacionado na rua onde vive um dos meus fantasmas, ela está sentada no pendura. A música é calma, sobreposta pela chuva no pára-brisas e pela conversa de recalcamentos do passado. Toca o telemóvel de assistência à fábrica:

- Engenheiro, temos um problema...

São quase oito da manhã. De facto temos um problema...

Problemas resolvidos e poucas horas de sono depois, entrego o trabalho extra que me vai permitir tirar férias. Primeira paragem Lisboa, programa: IKEA e concerto dos Nine Inch Nails no Coliseu. Fui ver os gajos por curiosidade científica, não é das minhas bandas favoritas, mas é também por causa deles que em dada altura da minha vida me pus a fazer música. O concerto esteve perto da perfeição, som, luzes, tenho de arranjar mais discos deles. O Coliseu dos Recreios é um sítio especial. Meninas góticas e meninas da esquerda intelectual. Hum... Os The Po! Po! partem a louça e são o que uma primeira parte deve ser: uma banda que vale a pena descobrir.

Vejo móveis suficientes para ter dois planos:

Plano A: Móveis funcionais e baratos que a minha futura mulher não vai gostar.

Plano B: Móveis funcionais e caros que a minha futura mulher não vai gostar.

Como ambos os planos implicam que a minha mobília esteja no corredor da morte...vou para o Plano A.

Já de volta à terra, faço nova ronda nos bancos...

Menina do Banco X:-...e se a Euribor subir mais?

Menina do Banco Y:-...e se a Euribor subir mais?

Menina do Banco Z:-...e se a Euribor subir mais?

JAF:- Se subir mais...bom...vou ter me casar não é?

Menina do Banco X:-...IHIHIHI...

Menina do Banco Y:-...você é muito engraçado...

Menina do Banco Z:-...não me diga que o engenheiro só se casa por dinheiro? - enquanto roda a aliança no dedo – diga lá?

Preciso de objectividade e não de hormonas para decidir o empréstimo.

Último dia de férias, compro calças e dois álbuns dos Wu-Tang Clan... já não era sem tempo.

2 Comments:

Blogger João Pratas said...

Como é que tá isso Boy's??

òh JAf... isso é um problema da barriga... vais ver se deixares de comer as quantidades industriais que comes la na fabrica... isso passa... é que eles fazem de proposito... mais comer... mais barriga... menos gajas... mais trabalho...é o que os gajos querem!!! nao vás nessas cantigas!! ;)

JQuim, chego a Londres no dia 20Fev à noite...e venho embora no dia 26Fev (passo aí o FDS) ve la se da para la ires bebermos uns copos... vou ficar uns dias em casade umas amigas e depois em casa da Branca... Diz qualquer coisa...

Resto do ppl... grandes abraços com saudades...

Passem no meu Tasco...

jpratas.blogspot.com

Boy

2:30 da tarde  
Blogger psil said...

és o maior, e tu também boy...

10:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home